“Letras e Becos”: portal reúne poesias de escritores das periferias em português e inglês Com 36 obras de 18 autoras e autores periféricos, iniciativa fortalece produção literária dos territórios; acesso é gratuito

“Nóis é ponte e atravessa qualquer rio”, verso do poeta Marco Pezão, tem se tornado lema e letra viva na experiência de cada poeta que se dispõe a produzir literatura nas bordas da cidade.

 Isso porque, nesta terça-feira (17 de janeiro), entrou no ar o primeiro portal bilíngue focado na produção literária das periferias de São Paulo. “Letras e Becos – Literatura das Periferias de São Paulo” (Letters and Alleys – Literature from the outskirts of São Paulo) é uma antologia em inglês e português que reúne escritos de nove escritoras e nove escritores, fruto de uma década e meia de efervescência nas quebradas.

Ao invés do tradicional livro impresso, os 36 textos e traduções que compõe esta antologia foram disponibilizados via internet com acesso gratuito no endereço www.letrasebecos.com.

A seleção é resultado de uma pesquisa sobre a obra das 18 autoras e autores participantes, que colaboraram com dois textos cada entre poemas, contos e crônicas.

“A paridade de gênero foi um critério fundamental para esta seleção, pois há uma presença significativa das mulheres no cenário. A escolha dos textos se baseou na ginga entre forma e conteúdo de cada produção, com preferência para obras autorais publicadas ”, conta o escritor Michel Yakini, um dos organizadores do projeto e responsável pela pesquisa e seleção dos textos.

O portal é uma iniciativa conjunta do selo independente Elo da Corrente Edições e da produtora Avangi Cultural em parceria com o professor Vivaldo Santos, que coordenou um grupo de estudantes, na realização das traduções, da Georgetown University  (Estados Unidos).

Fazem parte da antologia Akins Kintê, Alessandro Buzo, Allan da Rosa, Binho, Débora Garcia, Dinha, Elizandra Souza, Fuzzil, Lids Ramos, Marco Pezão, Michel Yakini, Priscila Obaci, Raquel Almeida, Sacolinha, Samanta Biotti, Sonia Bischain, Tula Pilar Ferreira e Walner Danziger.

“Nosso desejo é contribuir com a tradução e difusão da produção literária das periferias de São Paulo para o mundo. O portal foi criado para ser mais um canal de comunicação entre pesquisadores, escritoras e escritores, ampliando a circulação e o acesso a esta autoria, e acreditamos que ele tem potência para crescer”, comemora a produtora Amanda Prado, outra organizadora do projeto e responsável pela criação do portal.

No portal, além dos escritos dos participantes, há um perfil disponível de cada um deles e acesso ao blog do projeto, que reúne notícias relacionadas à literatura e território.