Até o dia 22 de janeiro, o Itaú Cultural recebe inscrições para a chamada aberta para artistas, coletivos e realizadores de produções na área da dança que sejam negros e tratem de questões raciais para apresentarem seus trabalhos no primeiro ciclo da série Diálogos Ausentes, em 2017, nas edições de fevereiro e março.

As inscrições devem ser feitas pelo site do instituto e o resultado será divulgado no dia 25 de janeiro. Os artistas selecionados participarão do segundo e terceiro encontros do ano sobre o tema, que acontecem nos dias 14 de fevereiro e 14 de março.

No dia 26 de janeiro, às 20h, é realizado primeiro encontro que aborda esta temática no instituto. A antropóloga, pesquisadora, bailarina e mobilizadora cultural Luciane Ramos é a convidada para este debate que fala sobre a história da dança negra no Brasil. Com mediação da curadora Diane Lima, após a fala da convidada, abre-se a conversa com a plateia. O evento tem interpretação em Libras e é transmitido simultaneamente pelo site do Itaú Cultural.

Luciane Ramos possui mestrado em antropologia social e desenvolve doutorado em Artes da Cena, ambos na UNICAMP. Atua como gestora de projetos no Acervo África, é membro do corpo editorial da Revista O Menelick 2º Ato e do grupo Rituais e Linguagens – A Elaboração Estética (PPGADC-Unicamp). Na interface entre artes da cena, estudos africanos e educação, foca suas atuações em estéticas descolonizadoras.

A atividade, que provoca um diálogo entre especialistas, artistas e o público, dá sequência à série de debates que analisa a recorrência da imagem afro-brasileira nas artes; iniciada em 2016, já abordou as artes visuais, cênicas e audiovisual

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

× Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: