Foto: Patrícia Santos/FlickrCommons

Foi massacre, sim: ato relembra 24 anos de ataque do Estado no Carandiru No dia 02 de outubro de 1992, mais de policiais invadiram a penitenciária e mataram 111 homens desarmados e rendidos.

Na última terça-feira (27/09), o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) anulou o julgamento que condenou policias militares envolvidos no massacre do Carandiru. O relator da ação Ivan Sartori sugeriu que os desembargadores absolvessem os réus. “Não houve massacre. Houve legítima defesa”, disse ele.

Mas militantes e familiares lembram: foi massacre, sim! No dia 02 de outubro de 1992, após uma rebelião no pavilhão 9 da penitenciária originada de uma briga entre alguns presos, cerca de 300 policiais militares invadiram a casa de detenção do presídio e exterminaram 111 homens desarmados e rendidos – cerca de 90% deles contavam com marcas de tiros no pescoço e na cabeça; pelo menos 74 aguardavam por julgamento.

Depois de 24 anos, ainda espera-se por justiça. Pelo contrário. Enquanto o mesmo Direito Penal responde com violência aos marginalizados, preserva sujeitos como Fleury e Pedro Campo, mandantes da carnificina.

“A chacina faz parte da política prisional brasileira, a mesma que submete os detentos a condições de vida degradantes e assédio constante dos agentes prisionais, tanto em seus presídios adultos quanto nas Fundações Casa”, dizem os organizadores de um ato em memória às vítimas do massacre, que reunirá familiares na próxima quinta-feira (06 de outubro) em frente ao Metrô Tiradentes contra a violação de direitos e o encarceramento em massa e pela desmilitarização da polícia.

Neste sábado (01 de outubro), o grupo organiza uma série de apresentações artísticas com venda de comes e bebes para arrecadar fundos para bancar o ato, com a participação de Daniella Barsoumian (performance corporal), Manu Feu (Liga do Funk), Brisa Flow, Jade Fanny, Beth Bé, Cibele Minder, Gambiarra, DJ Evelyn, Balaio Growee, Ilu, Atuadoras, Jade Fanny e Rap Plus Size.

Anotaí!
Festa de arrecadação
Quando?
Sábado, 01 de outubro, das 14h às 20h
Onde? Rua Nestor Pestana X Praça Franklin Roosevelt – Centro
Mais informações aqui.

Ato em memória às vítimas
Quando?
Quinta-feira, 06 de outubro, às 17hrs
Onde? Concentração no Metrô Tiradentes – Praça Cel. Fernando Prestes, 30 – Bom Retiro – Centro
Mais informações aqui.