Estudantes das ETECs vão às Ruas Contra o corte de verbas e a falta de merenda, marcha seguirá para a Secretaria de Ciência e Tecnologia

Na próxima quarta-feira, 20 de abril, estudantes das Escolas Técnicas Estaduais paulistas ocuparão as ruas da região central de São Paulo.

A partir das 7 horas, os secundaristas paralisam suas aulas e seguem para o Centro Paula Souza, de onde marcham até a Secretaria de Ciência e Tecnologia.

Desde o fim das ocupações contra a Reorganização Escolar, as escolas da Rede Estadual sofrem com falta de merenda e os estudantes seguem em luta. Nas ETECS a situação não é diferente. Além da falta de merenda e almoço, não houve reajuste justo no salário dos professores, e o governo cortou em 78% o investimento de novas Etecs e reformas.

Até o momento, a Assembléia Legislativa de São Paulo ainda não analisou o Escândalo das Merendas por falta de Quorum. A ETESP, na Luz, teve suas aulas paralisadas no dia 6 de abril, e os estudantes seguem em luta.

foto

Leia o manifesto dos estudantes das ETECs:

*** MANIFESTO PELA MERENDA, ALMOÇO E CONTRA O CORTE! ***

Somos estudantes famintos. Famintos de almoço, famintos de merenda, famintos de investimento. Somos famintos de escolas mais democráticas. Estamos famintos porque passamos fome todos os dias em nossas Etecs, porque elas não servem almoço e muitas vezes nem merenda seca.

Não aguentamos mais ter que encarar essa situação como normal, termos de levar marmita de casa e passar muito tempo na fila de microondas ou marmiteiro. É um crime um governador aparecer na TV dizendo que as Etecs são lindas e maravilhosas, enquanto muitas delas não tem quadra, comida e nem democracia.

Nós estamos cansados de escutar as mesmas desculpas de nossos diretores, que dizem não ter dinheiro ou espaço físico para armazenar a merenda, que prometem todos os anos mudar a situação e que frente a qualquer movimentação estudantil, inventam novas promessas para apaziguar a rebelião de quem é financiado pelo estado para passar fome. E é descaso atrás de descaso. Descaso de nossos diretores, do Centro Paula Souza, da Secretaria de Ciência e Tecnologia, do Governador Geraldo Alckmin.

Sabemos que só se nos mostrarmos fortes e unidos, dispostos a bater de frente contra aqueles que nos veem não enquanto seres humanos, que assim como eles, precisam se alimentar, mas como simples estatisticas em provas como o ENEM e reserva pro mercado de trabalho, conseguiremos arrancar nossa necessária comida de cada dia! BASTA: A ESCOLA É PÚBLICA, POR QUE PAGAMOS NOSSO ALMOÇO?

Além disso, como foi divulgado, o governo está cortando cada vez mais investimento na educação, que nunca foi prioridade nesses 20 anos de PSDB em SP, como o fechamento das mais de 1400 salas na rede estadual, o desvio do dinheiro da merenda e o corte de 78% nas escolas técnicas (fonte: http://www.redebrasilatual.com.br/…/orcamento-para-construc…) Se a educação pública já era precarizada, imagina depois do fechamento de tantas salas! A superlotação só vai piorar e, nós estudantes, precisamos apoiar a luta dos milhões de jovens que estudam em escolas estaduais e estão cada vez mais apertados em salas de aula também sem merenda. A nossa luta é uma só!

Quarta-feira (20 de abril) a aula é no ato!

Concentração no Metrô Tiradentes, praça ao lado da etec de são paulo (etesp), 7h30.

Professores e grêmios que assinam esse manifesto:

Grêmio Estudantil Bertold Brecht – ETESP
GEEVF – Grêmio Estudantil da Etec de Vila Formosa
Grêmio Estudantil da Etec Tereza Nunes
Grêmio Livre Antonio Fernandes – ETEC Carlos de Campos

(para assinar o manifesto, comente nesse post ou envie o nome de seu grêmio/seu nome para a página do JORNALETE DA ETESP)

Anotaí!
O quê?

Ato Unificado de Estudantes das ETECS

Pela Merenda e Contra o Corte nas Escolas Técnicas Estaduais. Mais informações em: https://www.facebook.com/events/757099797759576/
Quando? Na quarta-feira, 20 de abril, a partir das 07:00
Onde? ETESP
Av. Tiradentes, nº 615. Luz, São Paulo
Adicionar à agenda do Google