Nesta quarta-feira (09 de novembro), o Projeto Baobá – Fortificando as raízes promove em parceria com a Diretoria de Ensino Sul 3 de São Paulo o I Simpósio sobre Culturas Africanas e Afro-brasileiras – Olhares e Práticas: O Currículo de Ciências Humanas à partir da Lei 10.639/2003. O encontro acontece na Escola Estadual Professor José Geraldo de Lima, localizada no Jardim Ipanema, Capela do Socorro (Extremo Sul de São Paulo).

O encontro é voltado especialmente a professores da rede pública de ensino, com entrega de certificados a docentes das disciplinas de História, Sociologia e Filosofia de D.E Sul 3 e para quem levar trabalhos para apresentação.

O Projeto Baobá – Fortificando as raízes busca promover junto aos professores da rede de ensino, educadores e arte-educadores, pesquisadores e interessados em geral, a discussão e conhecimento sobre África, os povos de diáspora africana e a implementação da Lei 10.639/2003, que estabelece o ensino obrigatório da Cultura dos povos Africanos e Afrobrasileiro nas escolas.

Confira a programação:

08h30 – Credenciamento

09h às 12h – Mesa 1, com:

Salloma Jovino Salomão – Histórico de lutas dos Movimentos Negros Brasileiros para a inserção da história Africana e Afro-Brasileira no currículo Nacional.

Douglas Araújo – Perspectivas de ensino após a implementação da Lei 10.639/2003 – do multiculturalismo ao etnocentrismo: uma linha tênue.

Andrea Arruda – O reconhecimento do racismo institucional: nomeando conflitos escolares.

13h30 às 17h – Mesa 2, com:

Patrício Araújo – Cultura Tradicional Africana: Mitologia e religiosidade.

Fabiana Ivo – Educação Popular: O RAP como instrumento de educação.

Cláudio Pimentel – Desafios do Ensino sobre Cultura e Religiões Afro-Brasileiras e a Lei 10.639/2003.

Participe da discussão

1 comentário

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

× Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: