Dezenas de blocos desfilam nas periferias; saiba onde

O Carnaval taí e, para quem pretende colocar seu bloco na rua, as periferias de São Paulo apresentam várias opções. O Periferia em Movimento fez uma seleção de alguns blocos carnavalescos que desfilam pela quebrada em 2015, como o Bloco da Nega Zilda (foto em destaque), na Cidade Tiradentes. Além disso, neste ano a Prefeitura de São Paulo cadastrou diversos blocos pela cidade, principalmente na região central. A programação completa está aqui.

Confira abaixo nossas sugestões. Se ficou algum de fora, envie pra gente!

SEXTA, 06 DE FEVEREIRO

Loucos por Carnaval

O bloco Loucos por Carnaval, organizado pelo Centros de Atenção Psicossociais (CAPS) II Adulto da Cidade Ademar, é aberto para a participação da comunidade. Pretende, assim, por meio da arte e da cultura, estimular relações interpessoais, oferecer um espaço de integração aos usuários de saúde mental na comunidade, propiciar reflexão da sociedade sobre os direitos e potencialidades daqueles que possuem intenso sofrimento psíquico.

Onde? A partir das 10h, com início na Rua Conceição da Boa Viagem, 216 – Cidade Ademar – ZONA SUL

SÁBADO, 07 DE FEVEREIRO

Brás Pereira Banda Show

Desde de 1990, o bloco desfila pelas ruas do bairro do Imirim homenageando personagens, artistas, jogadores de futebol, baluartes do samba e valores da cultura nacional.

Onde? Às 13h, a partir da Rua Carolina Roque – Imirim – ZONA NORTE

Carnacol Folia

Carnacol Folia é um bloco organizado por moradores do bairro de Colônia, que foi colonizado por alemães no século 19. Por conta dessas raízes, as marchinhas e músicas são sempre inspiradas na cultura alemã e caipira.

Onde? Das 14h às 22h, na Rua Jackson Pollock – Colônia Paulista – EXTREMO SUL

Bloco da Nega Zilda

O bloco acontece desde 2009 como uma homenagem do Centro Cultural Arte em Construção a uma simpática e festeira moradora do bairro, a Nega Zilda (falecida em 2012), e representa uma das alternativas para brincar o carnaval na cidade relembrando os tradicionais blocos de rua.

Onde? Às 15h, na Avenida dos Metalúrgicos, 2.100 – Cidade Tiradentes – Zona LESTE

Bloco Carnavalesco Sol Arte SF

Fundado em 1984, o bloco realiza trabalhos sociais com a comunidade local.

Onde? A partir das 15h, com concentração na rua Rose Lacombe, 270 – Jardim Boa Vista – ZONA OESTE

G.R.E.S.C Comunidade Memo Memo

Fundado em 2001, o grêmio passou a desfilar como bloco pelas ruas do Parque Peruche a partir de 2009 e tem um trabalho desenvolvido pela população com ênfase nas crianças e jovens.

Onde? Concentração às 15hs, na Rua José Rangel de Camargo – Parque Peruche – ZONA NORTE

Bloco do Tim Maia

Criado em 2011 para difundir o uso de instrumentos de metais, o Grupo Ôncalo preparou um repertório de músicas que foram sucesso na voz de Tim Maia, o síndico do Brasil, em formato de marchas de carnaval.

Onde? Das 15 às 17h, com concentração na EMEF Presidente João Pinheiro – Rua Dr. Edgar Garcia Vieira, nº 140 – Vila Matilde – ZONA LESTE

Banda da Diversidade

O bloco busca na sua primeira formação valorizar a dar visibilidade a diversidade, fora do centro da Capital, levar a alegria o colorido e abrir espaço para a comunidade expressar alegremente e fazer parte dessa festa que é de todos, assim sendo nada melhor que a periferia mostrar a que veio e agitar a avenida.

Onde? Às 17h, no entrocamento da Av. Sapopemba com a Av. Satellite (altura do numero 14.222 da Av. Sapopemba) – ZONA LESTE

Banda das Cachorras

Integrante da Associação São Paulo Diferenciado, a Banda das Cachorras surge como uma forma agradável, diferente e ousada para cobrar soluções de qualidade de vida das pessoas, entre elas, mais cultura popular. Assim vem ao carnaval, marca registrada do nosso país, a Banda das Cachorras brinca com todos estilos de música, possibilidades de realizar sons e pular essa festa de forma totalmente livre.

Onde? Às 18h, com concetração na Av. José Borges do Canto – Jd. Camargo Novo – São Miguel Paulista – ZONA LESTE

DOMINGO – 08 DE FEVEREIRO

Banda Deco

Fundado em 20 de novembro de 1995 por um grupo de amigos amantes do samba e foliões de escolas de samba paulistas e frequentadores do bar do Deco, que deu nome e inspiração à Banda Deco.

Onde? Às 10h, na Av. Eng Heitor Antônio Eiras Garcia – Jardim Educandário – ZONA OESTE

Bloco da Abolição

Iniciativa fundada em 2011 por movimentos populares e sindicatos que atuam no bairro do Bixiga com a proposta de se divertir sem perder o tom de crítica social ou deixar de responder a propostas e anseios de uma sociedade mais justa.

Onde? Às 12h, na Praça Cel. Craveiro Lopes – Bixiga – CENTRO

Bloco Atrás do Copo

O bloco foi formado por amigos do bairro de Veleiros, onde entre eles se reuniam para festejar o carnaval tomando uma cerveja gelada.

Onde? Das 12h às 18h30, rua Rui Rodrigues Dória, 483 – Veleiros – ZONA SUL

CarnaBronks

A iniciativa de criar um bloco na comunidade veio de alguns integrantes da associação AME (Arte, Música e Esporte), que fica na zona norte de São Paulo, no bairro da Cohab de Taipas, em meados de 2013. A ideia é proporcionar à comunidade o lazer e a confraternização dos moradores do bairro e, principalmente, a cultura do carnaval de rua. O projeto insiste em resgatar a cultura do carnaval de rua, promovendo a integração e a união da comunidade. O bloco de rua CarnaBronks realiza ensaios e aulas de percussão gratuitas para jovens e adolescentes.

Onde? Às 15h, com concentração na rua Ilha da Juventude – Parada de Taipas – ZONA NORTE

Banda das Cachorras

Integrante da Associação São Paulo Diferenciado, a Banda das Cachorras surge como uma forma agradável, diferente e ousada para cobrar soluções de qualidade de vida das pessoas, entre elas, mais cultura popular. Assim vem ao carnaval, marca registrada do nosso país, a Banda das Cachorras brinca com todos estilos de música, possibilidades de realizar sons e pular essa festa de forma totalmente livre.

Onde? Às 16h, com concetração na Av. José Borges do Canto – Jd. Camargo Novo – São Miguel Paulista – ZONA LESTE

SEGUNDA, 09 DE FEVEREIRO

Cordão do Congo

O cordão carnavalesco teve início em 2013 E trilha pelas ruas do bairro da Brasilândia e Morro Grande, tocando e cantando marchinhas e samba nos moldes dos antigos carnavais. Neste ano, o tema da marchinha será o bairro do Morro Grande, onde surgiu a frente de resistência Samba do Congo.

Onde? Às 15h, a partir da Raulino Galdino da Silva – Brasilândia – ZONA NORTE

TERÇA, 10 DE FEVEREIRO

Bloco de Afoxé Filhos de Oiá

Fundado em 2010 com intuito de levar para as ruas do bairro a alegria e o axé das raízes africanas para celebrar a cultura de paz ruas durante o carnaval.

Onde? Das 19h às 22h, a partir da av. José Cardoso Pimentel – Vila Alabama – ZONA LESTE

QUINTA, 12 DE FEVEREIRO

Bloco Carnavalesco do Zé Pereira

O Bloco Carnavalesco do Zé Pereira sai pelas ruas centrais do Jabaquara na quinta-feira que antecede o carnaval na cidade, tocando e cantando marchinhas.

Onde? Às 19h, a partir da Rua Anita Costa, 135 – Jabaquara – ZONA SUL

Bloco do Jatobá

O bloco foi criado em 2011 por músicos e apaixonados por marchinhas em homenagem a um morador local.

Onde? Às 20h30, com concentração na av. João Batisca Conti – Itaquera – ZONA LESTE

SEXTA, 13 DE FEVEREIRO

Bloco afro Ilú Oba De Min

Associação paulistana sem fins lucrativos, o Ilú Obá De Min tem como base o trabalho com as culturas de matriz africana e afro-brasileira e a mulher. Surgiu após vinte anos de pesquisa-ação desenvolvidas com variados grupos sociais por suas dirigentes Beth Beli e Adriana Aragão e iniciou suas atividades em novembro de 2004, tornando-se pessoa jurídica em 2006. O objetivo da associação é preservar e divulgar a cultura negra no Brasil, mantendo diálogo cultural constante com o continente africano através dos instrumentos, dos cânticos, dos toques, da corporeidade, além de abrir espaço para idéias que visem o fortalecimento individual e coletivo das mulheres na sociedade.

Onde? Concentração a partir das 19h30 embaixo do Viaduto do Chá – CENTRO

SÁBADO, 14 DE FEVEREIRO

Foliópolis – Folia em Heliópolis

O bloco surgiu há cinco anos em Heliópolis a partir dos esforços da comunidade local e da entidade Unas com objetivo de realizar um carnaval descompromissado e ocupar o espaço público com crianças, adolescentes e adultos e valorizar a cultura brasileira com ritmos como o maracatu.

Onde? Das 10h às 12h, na rua Flor do Pinhal – Heliópolis – ZONA SUDESTE

Bloco Na Mantega

Sem dinheiro nem muitas pretensões de se tornarem um bloco, a brincadeira de amigos cresceu e atraiu muitas pessoas que não viajam no feriado da folia.

Onde? Das 13h às 20h, na Rua Marcondes Machado – Vila Junqueira – ZONA LESTE

Bloco Água na Boca

O bloco surgiu devido à falta de água, escassez de chuva e, principalmente, pelo fato de a cidade ter fama de terra da garoa mas sofrer com a seca.

Onde? Das 14h às 19h, com concentração na Rua Dias Penteado – Aricanduva – ZONA LESTE

Bloco do Beco

Bloco de carnaval de rua com aproximadamente 50 ritmistas, que além de sambas enredos, toca marchinhas e outros sambas do gosto popular.

Onde? Das 14h às 22h, a partir da Rua Salgueiro do Campo – Jd. Ibirapuera – ZONA SUL

Bloco Carnavalesco Doce Veneno

O bloco nasceu em 1984 em um trabalho com a comunidade da Vila Dalva, no Rio Pequeno.

Onde? Às 15h, com concentração na rua Pujais Sabate – Rio Pequeno – ZONA OESTE

Grajaú Vem Tomar no C…opo

Primeira edição do bloco carnavalesco formado por artistas da região do Grajaú.

Onde? A partir das 15h, no Espaço Cultural Humbalada – em frente à estação Primavera-Interlagos da Linha 9 Esmeralda da CPTM – ZONA SUL

Bloco Beco Nobre

Surgiu da vontade dos integrantes e apreciadores da banda Beco Nobre, fundada em janeiro de 2014, e que faz inúmeras apresentações no bairro do Campo Limpo, zona Sul de São Paulo.

Onde? Às 16h, na Av. Anace – Campo Limpo – ZONA SUL

Batuq do Glicério

O bloco é um projeto social que começou com uma doação de instrumentos musicais em 2011, com objetivo de dar orientação musical a todos da comunidade que quisesse aprender a tocar um instrumento carnavalesco. Fomentando o desenvolvimeto social de adolescentes e melhorando sua perspectiva de vida, hoje tem apoio de comerciantes da Baixada do Glicério.

Onde? Das 17h às 20h, na rua Conde de Sarzedas – Glicério – CENTRO

DOMINGO, 15 DE FEVEREIRO

Bloco Trem das Onze

O bloco surgiu em janeiro de 2014 a partir da junção de dançarinos e músicos do Jaçanã com a intenção de resgatar a tradição do bairro nas comemorações do carnaval de rua.

Onde? Às 11h, com concentração na rua Benjamim Pereira, 120 – Jaçanã – ZONA NORTE

Bloco afro Ilú Oba De Min

Associação paulistana sem fins lucrativos, o Ilú Obá De Min tem como base o trabalho com as culturas de matriz africana e afro-brasileira e a mulher. Surgiu após vinte anos de pesquisa-ação desenvolvidas com variados grupos sociais por suas dirigentes Beth Beli e Adriana Aragão e iniciou suas atividades em novembro de 2004, tornando-se pessoa jurídica em 2006. O objetivo da associação é preservar e divulgar a cultura negra no Brasil, mantendo diálogo cultural constante com o continente africano através dos instrumentos, dos cânticos, dos toques, da corporeidade, além de abrir espaço para idéias que visem o fortalecimento individual e coletivo das mulheres na sociedade.

Onde? Concentração a partir das 14h, na rua Lopes de Oliveira – Barra Funda – CENTRO

Bloco do Hercu

O projeto cultural Bloco do Hercu desenvolve atividades no Bairro do Jardim Herculano há quase quatro anos. Desfila pelas ruas do bairro propondo a realização de um carnaval popular em que as pessoas possam desfilar com alegria no bairro onde residem, de forma tranquila e gratuita.

Onde? Das 14h às 22h, a partir da Rua Ignacio Lima, 32 – Jardim Herculano – ZONA SUL

Bloco Carnavalesco Coração do Tucuruvi

Com a proposta de juntar amigos e moradores que não têm condições de desfilar em escolas de samba ou que querem apenas se divertir em família, o bloco desfila com objetivo de resgatar o carnaval descompromissado, porém gostoso.

Onde? Às 15h, com concentração na Av Tucuruvi – ZONA NORTE

G.R.C.E.S Unidos do Primavera

Esta agremiação que começou como bloco carnavalesco e hoje já é uma escola de samba desfila todos os domingos de carnaval pelas ruas do Jardim Primavera.

Onde? Às 15h, com início na Rua Francisco Caldas – Jardim Primavera – ZONA SUL

Bloco Amanhã tem Mais!

Criado por amigos do bairro da Freguesia do Ó que decidiram juntar suas experiências e formar o bloco para difundir a cultura local.

Onde? Às 16h, com concentração na rua Simão Velho – Freguesia do Ó – ZONA NORTE

Sem Jabá Não Dá

Fundado em 2012 por dois amigos que, ao pedir uma feijoada, se indignaram porque não tinha nem um pedaçø de jabá.

Onde? Das 16h às 20h, na Praça José Cardoso de Moura – Vila Jacuí – ZONA LESTE

Arrastão da Vila Guarani

Fundado em 12 de outubro de 1983, o Arrastão faz a alegria das crianças desfilando pelas ruas do bairro com carro de som, samba-enredo próprio, temas simples e fantasias gratuitas. O bloco já disputou carnavais quando era filiado à UESP até 1996. Depois de alguns anos sem atividades, retornamos em 2007 com o desfile no bairro.

Onde? Às 16h, na Rua Domingos de Santa Maria, 150 – Vila Guarani – ZONA SUL

Bloco É Barril

Criado por um grupo de amigos do “fundão” da Sul de São Paulo interessados em colocar o bloco na rua que tivesse sua cara.

Onde? Das 17h às 18h, com saida Campo do Jacira – Jardim Jacira – ZONA SUL

G.R.C.E.S. Unidos do Jardim Penha

Criado em 1997, no Jardim Penha, o bloco contou com apoio da própria comunidade para aquisição de instrumentos para se consolidar.

Onde? A partir das 19h, com início na rua Dervile Lacorte – Jardim Penha – ZONA LESTE.

Orun Ilé

O bloco foi fundado por integrantes do Movimento Cultural de Cidade Tiradentes, músicos da região e do entorno do bairro e com experiência e participação em blocos na Bahia (Salvador). O projeto propõe envolver jovens em situação de vulnerabilidade social e familiares em atividades com oficinas de músicas, danças afro-brasileiras, instrumentos musicais de percussão e eletrônicos.

Onde? Às 20h, na rua Igarapé da Água Azul – Cidade Tiradentes

SEGUNDA, 16 DE FEVEREIRO

D’Última Hora de Cultura

Há mais de 20 anos, a comunidade do Morro do Querosene sai às ruas com instrumentos muito comuns em ritmos como Maracatu, por exemplo.

Onde? Às 15h, a partir da rua Capitão Paulo Carrilho – Morro do Querosene – ZONA OESTE

Bloco afro É Di Santo

Em seu quinto carnaval, o bloco afro É Di Santo desfila pelas ruas do bairro de Piraporinha com as cores amarelo e branco. O grupo surgiu em 2010, a partir da junção de alguns percussionistas da região do M’Boi Mirim para elaborar projetos musicais: oficinas, shows, wokshops e a formação de um bloco percussivo.

Onde? Concentração a partir das 19h, no pátio da casa de Cultura M’Boi Mirim – Av. Inácio Dias, s/n – Piraporinha – ZONA SUL

TERÇA, 17 de FEVEREIRO

Ivossacudo

Surgiu como uma brincadeira de amigos batucando e fantasiados de caboclo de lança, burrinha e máscaras. Hoje o cortejo é feito durante duas horas no Jardim Santa Terezinha e Jardim Novo Pantanal, na periferia de São Paulo.

Onde? Das 12h às 14h, na rua dos Aniquis – Jardim Novo Pantanal – ZONA LESTE

Comunidade Cultural Escola De Samba Locomotiva Piritubana

O coletivo foi fundado por um grupo de amigos de Pirituba no ano de 2013 com o objetivo de fortalecer o carnaval na região.

Onde? Das 14h às 21h, na Av. Elísio Cordeiro de Siqueira, 1.220 – Pirituba – ZONA NOROESTE

Bloco Acadêmicos do Campo Limpo

O bloco nasceu da união de amigos com intuito de criar um movimento que incentive a comunidade a realizar projetos sociais e culturais, suprindo a falta de eventos na região. No carnaval de 2014, o bloco desfilou pelas ruas do bairro e contou com a participação da comunidade.

Onde? Das 15h às 20h, com concentração na rua Berco Udler

Bloco Império do Morro

Fundado nos anos 80 por um grupo de amigos amantes do samba que se uniram para comprar instrumentos de percussão com objetivo de se divertir.

Onde? Das 15h às 20h, com concentração na rua Inácio Dias de Oliveira – Jardim Monte Azul – ZONA SUL

Acadêmicos da Cerca Frango

Há 13 anos, moradores da Vila Curuçá se reúnem todas às terças-feiras para tomar uma breja. Em 2013, o grupo decidiu manter a tradição durante o carnaval, e assim nasceu o bloco.

Onde? Das 15h30 às 21h – Concentração na Rua Aimberê – Vila Curuçá – ZONA LESTE

Sem Jabá Não Dá

Fundado em 2012 por dois amigos que, ao pedir uma feijoada, se indignaram porque não tinha nem um pedaço de jabá.

Onde? Das 16h às 20h, na Praça José Cardoso de Moura – Vila Jacuí – ZONA LESTE

Favela Chic

O bloco carnavalesco nasceu em 2006 com a proposta de reunir os sambistas da Vila Matilde e realizar um desfile para integrar a comunidade.

Onde? Das 16h às 21h, na Rua Isabel, 185 – Vila Matilde – ZONA LESTE

Filhos do Zaire

O bloco faz parte de um projeto de esporte e cultura criado por filhos de antigos integrantes de um time de futebol de várzea que brilhou na região nos anos 1970.

Onde? Às 17h, na av. Paranaguá – Ermelino Matarazzo – ZONA LESTE

Batuq do Glicério

O bloco é um projeto social que começou com uma doação de instrumentos musicais em 2011, com objetivo de dar orientação musical a todos da comunidade que quisesse aprender a tocar um instrumento carnavalesco. Fomentando o desenvolvimeto social de adolescentes e melhorando sua perspectiva de vida, hoje tem apoio de comerciantes da Baixada do Glicério.

Onde? Das 17h às 20h, na rua Conde de Sarzedas – Glicério – CENTRO

Raízes de Vila Piauí

O bloco renasce em 2013 com o mesmo nome da antiga escola de samba local, fundada em 1982 no campo de futebol de várzea da Vila.

Onde? Das 17h às 20h, na rua Nilva com avenida Mutinga – Vila Piauí – ZONA NOROESTE

Bloco do Chiquinho

O bloco foi criado em 2014 por moradores para suprir a falta de lazer.

Onde? Das 18h às 22h, na rua Sapupira, 117 – São Miguel Paulista – ZONA LESTE

Bloco do Jaçanã

O bloco foi criado por moradores inspirados na música de Adoniran Barbosa, que tornava a música da região um sinônimo da cultura nacional

Onde? Às 20h, com concentração na rua Antonio Cesar Neto – Jaçanã – ZONA NORTE

DOMINGO, 22 DE FEVEREIRO

Acadêmicos do Parque Bristol

O bloco foi criado em 1992 por um grupo de amigos que saíam em várias escolas em São Paulo. O grupo se juntou e criou um bloco só, e desfila no domingo após o Carnaval.

Onde? Às 14h, na José Pinto Tavares – Parque Bristol – ZONA SUL