Você sabe por que a ditadura militar proibiu a execução da música “Pare de tomar a pílular”, de Odair José? E já se perguntou se tem gente lendo os livros lançados por escritores periféricos? Tem um negócio de alimentação e quer bombar as vendas? Ou entende o que é permacultura?

A Periferia em Movimento indica 04 cursos e rodas de conversa gratuitos ou com investimento popular para você entender melhor sobre essas temáticas na própria quebrada, sem precisar atravessar a ponte.

Já nesta semana:

Na sexta-feira (23 de agosto), o projeto Ninguém Lê reúne o público pra trocar ideias sobre o último livro de Maria Vilani. Recentemente, a professora e escritora que mobiliza agentes culturais no Grajaú (Extremo Sul de São Paulo) lançou “Penteando a Vida”.

O projeto Ninguém Lê surge de uma conversa e uma preocupação sobre o nosso movimento de saraus e literatura periférica, e se todas essas obras lançadas estão sendo de fato lidas, com objetivo de fortalecer a escrita e leitura na cidade.

Foto Rogério Suenaga
Maria Vilani (Foto Rogério Suenaga)

A roda de conversa acontece das 19h às 20h, na Casa de Cultura de Parelheiros, que fica na rua Nazle Mauad Lufti, 169 – Parelheiros, Extremo Sul de São Paulo. Entrada gratuita. Saiba mais aqui.

Já no sábado (24 de agosto), o A Bordar Espaço Terapêutico recebe o curso de Introdução aos Direitos Sexuais e Reprodutivos, realizado pelo projeto Sexualidade Aflorada.

O curso traz a trajetória dos direitos sexuais e reprodutivos no Brasil, da laqueadura à Lei Maria da Penha, com a discussão sobre as ações de censura sobre o assunto pela ditadura militar. Com mestrado na temática, a psicóloga e educadora Elânia Francisca pretende iniciar as reflexões sobre sexualidade enquanto direito humano, conquistas e desafios.

O investimento para participar é de R$ 100 e pode ser transferido para conta bancária (Banco Intermedium 077; agência 0001; Conta corrente 1610264-9; favorecida Dayana Almeida Silva; CPF 433.979.788-07). Haverá emissão de certificado.

O encontro acontece das 10h às 16h, na avenida Lourenço Cabreira, 489 – Jardim Primavera, Extremo Sul de São Paulo. Veja outras informações pelo link.

Inscreva-se pra colar!

Pra quem tem interesse em entender o que é permacultura, o coletivo de educadores ambientais Eparreh promove o 4º Curso de Desenho Permacultural (PDC) Popular na Zona Sul de São Paulo.

O curso se baseia no modelo sistematizado pelo australiano Bill Mollison, e leva em consideração a realidade brasileira tendo como norte a pedagogia popular de Paulo Freire e referências indígenas, quilombolas, comunidades de base e o contexto cultural e artístico brasileiro.

Tudo orgânico: café da manhã com produtos feitos a partir do que foi plantado no próprio sítio Paiquerê (Foto: Thiago Borges / Periferia em Movimento)
Tudo orgânico: café da manhã com produtos feitos a partir do que foi plantado no próprio sítio Paiquerê (Foto: Thiago Borges / Periferia em Movimento)

Voltada especialmente a jovens e adultos da região do Jardim São Luís, Jardim Ângela, Capão Redonda e outras periferias, a proposta tem o objetivo de compartilhar conhecimentos científicos, culturais, étnicos, sociólogos, técnicos, filosóficos e espirituais para estimular os participantes a pensar e projetar espaços humanos sustentáveis e harmônicos.

O curso é oferecido gratuito para os participantes, com apoio do Programa de Fomento à Cultura das Periferias da Prefeitura de São Paulo. Serão 72 horas de atividades, com encontros todas as quartas-feiras (19h às 22h) e domingos (10h às 16h), entre 11 de setembro e 30 de outubro, no Espaço CITA, que fica na rua Aroldo de Azevedo, 20 – em frente a praça do Campo Limpo.

Para participar, os interessados devem se inscrever no formulário on-line até 30 de agosto. Clique aqui. A segunda fase consiste em uma entrevista presencial.

Outra formação gratuita é desenvolvida pelo Núcleo de Empreendedorismo e Inovação da organização Projeto Arrastão, que atende moradores no Campo Limpo (Zona Sul de São Paulo). O projeto Periferia Sustentável tem como objetivo apoiar quem já tem um negócio de alimentos e gastronomia na região Sul da Grande São Paulo.

A participação é gratuita e os interessados devem se inscrever pelo formulário on-line. Clique aqui. A próxima fase será a apresentação do projeto e a entrevista individual, que acontecerá em 03 de setembro. Dúvidas pelo telefone (11) 5843-3351 ou e-mail: [email protected].

Confira abaixo a vinheta da última edição do programa:

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: