Da Senzala à Favela: Mulher Negra, Memórias e Re-Existência Grupo Identidade Oculta e Espaço Cultural Cazuá promovem roda de conversa sobre a mulher negra com Djamila Ribeiro

Neste sábado (16 de junho), acontece no Lago Azul uma roda de conversa sobre o tema: “Da Senzala a Favela: Mulher Memórias e Re-Existência”, com Djamila Ribeiro.

Esse evento faz parte do projeto “Kalunga Grande. Rios de sangue. Corpos negros jogados ao mar“. Do começo da atuação do Kalunga, já houve outras atividades, que foram uma roda de conversa sobre “Identidade Brasileira e o Povo Negro” e vivências de dança e percussão africanas e afro-brasileiras.

Quem é o Kalunga Grande?

A partir da junção do Grupo Identidade Oculta e do Espaço Cultural Cazuá, surgiu o projeto Kalunga Grande, que tem como necessidade investigar como foi a reinvenção do povo negro no caminho histórico entre a senzala e a favela.

Quem é Djamila Ribeiro?

Djamila Ribeiro é graduada em Filosofia e Mestre em Filosofia Política pela USP (Universidade de São Paulo) e é Membro fundadora do “Mapô – Núcleo de Estudos Interdisciplinar em Raça, Gênero e Sexualidade” da UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo).  Djamila também é autora dos livros: “O que é lugar de fala” e “Quem tem medo do feminismo negro?”.

Quando e onde será o rolê?

O evento é totalmente gratuito e acontecerá a partir das 15h no DEC do Parque Linear, que fica no fim da rua Beija-flor de Cactus, no Lago Azul, Grajaú, Extremo Sul de São Paulo

 

Anotaí!
O quê?

Da Senzala à Favela: Mulher Negra, Memórias e Re-Existência

Roda de conversa sobre o tema: "Da Senzala a Favela: Mulher Memórias e Re-Existência", com Djamila Ribeiro
Quando? Sábado, 16 de junho de 2018, as 15h.
Onde? DEC do Parque Linear
Rua Beija-flor de Cactus, Lago Azul - Grajaú - Extremo Sul de São Paulo
Adicionar à agenda do Google