Foto em destaque: Meire Ramos

Após o pé no freio ocasionado pela pandemia de coronavírus, iniciativas periféricas se reorganizam para voltar a oferecer à população diferentes encontros de aprendizagem.

Nesta seleção, a Periferia em Movimento apresenta 3 propostas voltadas a jovens LGBTQIA+, mulheres gordas e empreendedores do ramo da gastronomia. Confira as dicas!

Pajubá na quebrada

Com inscrições até este sábado (10/10), o coletivo Rusha Montsho vai oferecer o minicurso “Pajubá periférico”.

O coletivo originário do Extremo Sul de São Paulo foca em aprendizados sobre questões raciais, sexualidade e gênero, sempre numa perspectiva interseccional. A atividade lançada é voltada a adolescentes LGBTQIA+ negros das periferias, com idade entre 13 e 17 anos.

Totalmente on-line e gratuito, o curso vai contar com 5 encontros de 2h cada, em média, para abordar temáticas como: gênero e sexualidade; relações raciais; masculinidades; direitos humanos com foco na população LGBTQIA+; e serviços públicos e políticas LGBTQIA.

São apenas 30 vagas e cada participante receberá uma ajuda de custo de R$ 100. Para se inscrever, é necessário acessar e preencher este formulário. Clique aqui.

Negócios gastronômicos

Já o Projeto Arrastão, que promove atividades educacionais na região do Campo Limpo, abre inscrições para a terceira turma do curso de gastronomia e negócios do projeto “Periferia Sustentável”.

O objetivo é capacitar empreendimentos na área de alimentação aprofundando conhecimentos técnicos e com assessoria em gestão e inovação. O curso é gratuito, tem certificado e é voltado a jovens e adultos a partir dos 18 anos que empreende na área de gastronomia.

É necessário também que os interessados tenham disponibilidade para participar de 2 encontros semanais de 2 horas cada durante 6 meses, entre outubro de 2020 e abril de 2021.

O projeto será principalmente virtual e parcialmente presencial, conforme o protocolo da covid-19 em vigor. Essas atividades acontecerão no Projeto Arrastão, no Campo Limpo (Zona Sul de São Paulo).

Para participar, é preciso se inscrever até o dia 12 de outubro pelo formulário. Clique aqui para acessar. A realização da inscrição não garante a vaga. Os candidatos vão passar por uma entrevista on-line. Dúvidas? Entre em contato com Francielli ou Henrique pelo telefone (11 58433350) ou e-mail ([email protected]).

Mulheres gordas e autorretrato

Idealizado pela artivista Mari Moura (foto em destaque), o projeto “Encorpadas – grandes, largos, políticos: corpos gordos” promove 8 encontros entre mulheres gordas em uma vivência de autorretrato. Os encontros vão rolar aos sábados, das 15h às 16h30, entre 24 de outubro e 12 de dezembro pela plataforma zoom.

Essa é a primeira fase do projeto e será mediada por outras mulheres via videochamada, com rodas de conversa, workshops de fotografia e curadoria artística, coordenação de ensaio fotográfico à distância e escolha das imagens que comporão uma exposição fotográfica.

Não é necessário ter experiência com fotografia. Para participar, é preciso de inscrever no formulário (clique aqui) até o dia 20 de outubro. A prioridade é para mulheres transgêneras, negras e LGBTQIA+.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ALERTA! Coronavírus e as quebradas

Confira nossa cobertura

Apoie nossa cobertura jornalística

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: