A pandemia segue em curso, a necessidade de distanciamento continua… Para estimular a permanência em casa, a Periferia em Movimento lista cursos, oficinas e encontros gratuitos realizados por 4 iniciativas em quebradas de São Paulo.

Confira abaixo e inscreva-se para participar!

Dança, voz e percussão

Idealizado e organizado pelo Coletivo MisturArte, o Festival Pangeia chega a sua terceira edição com o tema Conexão Américas e África. E como parte da programação, recebe inscrições para o segundo ciclo de atividades culturais on-line.

Até o próximo domingo (07/02), interessados podem se inscrever aqui gratuitamente. As vagas são limitadas. No dia 8 de fevereiro, Dada Félix inicia a oficina Códigos e Expressões. No dia 09, Djalma Moura media a oficina Oya: Corpo Búfalo-Vento-Borboleta. No mesmo dia, Hercules Laino começa a oficina Percussão popular, samba e outros ritmos. E em 17 de fevereiro, começa Oficina teatral Orí ambulante, exclusiva para mulheres negras, com Dina Maia.

Festival Pangeia em 2017 (foto divulgação)

Já as inscrições para os workshops on-line rolam até o final do mês, 24 de fevereiro. Clique aqui. As atividades acontecerão todas no dia 27. Mayara Rosa ministra encontro sobre Hip Hop Dance. Já Nice Estrela apresenta o Dance Hall. Thiago Begins fala sobre Danças Urbanas. E Facinet Touré traz a Massa Gueli.

Fortalecimento e cuidado

A Casala Espaço Cultural e a La Fancha Casa Restaurante promovem um ciclo de encontros de fortalecimento, escuta e aprendizados: “Mirando o Porvir: Cuidados de Si hoje para FloRir amanhã!”. Os encontros acontecem entre fevereiro e março, de forma on-line, com a participação de 4 educadoras.

Às sextas-feiras, a partir do dia 12 de fevereiro, a psicóloga e educadora Elânia Francisca aborda “Ressignificando Afetos”. A partir do dia 25, sempre às quintas-feiras, Barbara Esmenia e Marcia Panda trazem o “Teatro das Oprimidas: Uma introdução”. Aos domingos, a partir do dia 28, Mogli Saura aborda a “Permacultura interseccional”. E aos sábados, a partir de 13 de março, Romaria Sampaio apresenta “Aprendiz de práticas ancestrais de cuidado”.

Os cursos são gratuitos. Inscreva-se aqui.

Conteúdo jovem

Até o dia 19 de fevereiro, jovens LGBTI+ entre 16 e 29 anos que vivem na cidade de São Paulo podem se inscrever no Pra Brilhar, projeto da Viração Educomunicação em parceria com a Coordenadoria de IST/Aids da Prefeitura de São Paulo. Clique aqui para se inscrever.

Serão selecionados até 40 jovens, prioritariamente meninos gays, meninas trans e travestis, para participarem de uma jornada de formação sobre produção de conteúdo e comunicação explorando questões de gênero, sexualidade, direitos humanos, prevenção combinada ao HIV/Aids e outras ISTs.

O percurso formativo está previsto para acontecer totalmente de forma on-line, por conta da pandemia de Covid-19. Com encontros semanais entre março e maio de 2021, os participantes vão receber ajuda de custo para garantir conexão à internet ou vale-transporte e um lanche nos dias de encontro presenciais (quando for possível acontecer).

Tecnologias de ontem, de hoje e de amanhã

Com unidades no Capão Redondo, Jardim São Luís, Brasilândia, Diadema, Jaçanã e Vila Nova Cachoeira, as Fábricas de Cultura recebem inscrições para formações artísticas que acontecem neste primeiro semestre de 2021. As atividades são gratuitas e para diversas idades. As inscrições podem ser feitas até a primeira metade de março.

Com aulas on-line pelo menos até o meio do ano, os Ateliês de criação e as Trilhas de produção mantêm as matrículas abertas até a primeira quinzena de março. Pessoas com interesse pelas formações artísticas devem se inscrever pelo hotsite clicando aqui. O público com menos de 18 anos precisa apresentar autorização do (a) responsável.

São várias linguagens disponíveis, entre elas, circo, música, teatro, dança, literatura, artes visuais e multimeios. Entre os destaques, estão o Slam para Educadores, o Artesanato Afrobrasileiro, Locução de Rádio, Marketing Digital, Criação de Apps para Celular e outros.

Em caso dúvidas específicas, o público pode entrar em contato pelo telefone de cada unidade, via e-mail [email protected] ou por mensagem nas redes sociais do programa: Facebook (https://www.facebook.com/fabricasdecultura) e Instagram (@fabricasdeculturasn).

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ALERTA! Coronavírus e as quebradas

Confira nossa cobertura

Apoie nossa cobertura jornalística

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: