Cinemateus valoriza e promove aspectos positivos da região de São Mateus

Geisson Silva, 25 anos, não sofreu nem conhece pessoas que foram vítimas de violência. Mas o morador de São Mateus, bairro da zona leste de São Paulo, sabe que a violência – mesmo parecendo algo que causa danos individuais – atinge diretamente a todos que estão próximos onde ela ocorre.

 “Todos nós sofremos, fomos violentados, não necessariamente de forma agressiva, com tiros, pedradas ou algo do tipo, mas violaram nossos direitos de ir e vir. Ficamos sem ao menos poder pedir ajuda àqueles que, por dever, têm como responsabilidade cuidar de nossa segurança. E eles são os mesmos nos causavam pânico, medo, dúvidas e receios”, diz Geisson.

Geisson é o idealizador e responsável pelo Coletivo Cinemateus, que utiliza o audiovisual como ferramenta de transformação sociocultural na região de São Mateus.

“Nosso coletivo teve algumas de nossas atividades comprometidas devido ao recente estado de pânico e violência presente na cidade de São Paulo. Sem motivos aparentes, tínhamos horário para poder se locomover em nosso bairro. Algumas das pessoas que não seguiram foram punidas com um aviso”, relata.

Ainda assim, Geisson e seu coletivo seguem resistindo pacificamente à violência cotidiana imposta aos moradores de periferias como a dele.

“Nossa forma de resistência coletiva vem de encontro com a valorização e promoção dos aspectos positivos de nossa região. Por meio do audiovisual, realizamos a gravação do “Interligados”, um programa de web para desmistificar o olhar marginal que muitos têm para com nossa região. Além disso também produzimos vídeclipes, realizamos coberturas de eventos realizados por atores com grande potencial artístico e cultural de nossa região”, conclui Geisson.

Quer saber mais sobre o Cinemateus?

Acesse o canal no Youtube, o site e a página no Facebook.

Quer colaborar com o Cinemateus?

O coletivo está fazendo uma campanha para comprar equipamentos de iluminação e potencializar sua atuação na região de São Mateus. Acesse www.benfeitoria.com/cinemateus e contribua.