Entre esta sexta-feira (06/12) e domingo (08/12), as quebradas da Zona Sul de São Paulo abrigam sarau, espetáculos, música e muitos encontros para troca de ideias.

Começa na noite de sexta com os Três Dedos de Prosa sobre “A periferia afrodescendente e indígena”, realizado pela Cia Teatral Enchendo Laje e Soltando Pipa. Para falar sobre isso, o espaço Lajero recebe a professora guarani Claudia Jaxuka, que vive e trabalha na aldeia indígena Tenondé Porã; e o professor e artista multilinguagem Salloma Salomão.

A partir das 18h30, na viela Onze, número 03 – altura do 5585 da avenida Dona Belmira Marin, no Jardim Shangri-lá, Grajaú, Extremo Sul de São Paulo. Confira os detalhes aqui.

Claudia Jaxuka tem duas filhas, mas na aldeia Tenondé Porã é “mãe” de 300 crianças e adolescentes guaranis

Na mesma noite, acontece o Sarau Tempestade de Ideias. Com uma roda de conversa sobre o ciclo que estamos encerrando, o encontro tem também pocket show de Carolina Teixeira e experiência corporal de Giovanna Mota. A partir das 19h, na avenida Jangadeiro, 388 – Cidade Dutra, Extremo Sul de São Paulo. Saiba mais aqui.

No sábado (07/12), o Espaço CITA tem o Cabaré da 7 às 7. A turma 07 do Programa de Formação de Palhaços para Jovens dos Doutores da Alegria se reúne para entregar ao público o que sabe fazer de melhor: palhaçada. Artistas periféricos das mais variadas regiões apresentam no picadeiro cenas e números de malabarismo, dança, acrobacia, mágica, sempre acompanhados de muita música ao vivo.

Todo repertório exibido é resultado da pesquisa realizada nas mais de 2 mil horas de estudo na escola dos Doutores da Alegria e nas tradicionais MOCREA’S (Mostra de Cenas de Alunos e ex-Alunos). A partir das 19h, na rua Aroldo de Azevedo, 20 – Jardim Bom Refugio, Campo Limpo. Confira aqui.

Dan Silva

Já no Grajaú, o Espaço Cultural Cazuá organiza o evento “Cafundós Convida: Cancioneiros no Cazuá”. A noite de música recebe Dan Silva e Élio Camalle. A partir das 19h30, na rua Alfonso Paulino, 193 (antigo 31), no Jardim Eliana. Veja aqui.

E pra fechar o fim de semana, no domingo (08/12), o Usina dos Atos e o Coletivo In Verso organizam uma roda de conversa que também tem como tema a situação dos povos indígenas. Com foco nas lutas e resistência, o debate com representantes indígenas vai tratar como dos ataques do Estado, as invasões e massacres nas terras indígenas bem como a luta no Congresso por leis que garantam os direitos destes povos. O encontro também promove um sarau.

E, na programação, acontece o espetáculo “Periferia Esperança” (foto de capa desta matéria), da Cia Corpos Outros. A peça apresenta o protagonismo dos corpos de uma periferia paulistana, narrando seus caminhos que cruzam a cidade de São Paulo e os estados do Brasil por meio de movimentos migratórios. Das 16h às 20h, no Centro Cultural Grajaú, que fica na rua Professor Oscar Barreto Filho, 252 – Parque América. Saiba mais aqui.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: