Guaranis recebem Sarau do Binho em sua aldeia

“É importante a vinda das pessoas para entender a nossa luta que nunca vai acabar”, diz Elias Honório dos Santos ou Verá Mirim, em guarani, cacique das aldeias guaranis Tenondé Porã e Tekoa Eucalipto. O cacique e algumas famílias guaranis receberam visitantes na última quarta-feira dentro da programação do Estéticas das Periferias, durante o percursoContinue lendo Guaranis recebem Sarau do Binho em sua aldeia

Os índios de São Paulo querem suas terras de volta

Por Igor Ojeda e Tatiana Merlino (texto); Beatriz Macruz e Caio Castor (vídeo e foto), no site Repórter Brasil – Você pode explicar o que esse local significa para vocês? O cacique Karaí Mirim Vitor Fernandes, da aldeia Tekoa Pyau, da Terra Indígena Jaraguá, na Zona Norte de São Paulo, responde. Em guarani, sua língua.Continue lendo Os índios de São Paulo querem suas terras de volta

Aldeias guaranis lutam por território na cidade

  Por Thiago Borges Fora da área urbana, o município de São Paulo tem três territórios indígenas demarcados pela Funai em favor do povo guarani: o do Jaraguá, com 800 moradores, na zona Noroeste da cidade; o Tenondê Porã e o Krukutu, com mais de 1.000 habitantes, no Extremo Sul. Nessas terras indígenas, as comunidadesContinue lendo Aldeias guaranis lutam por território na cidade

Resistência dos pankararus na favela Real Parque

Da janela de seu apartamento, Maria Lídia da Silva, de 45 anos, observa a imponente Ponte Estaiada. Indígena da etnia pankararu, ela mora em um dos prédios erguidos desde 2010 pela prefeitura de São Paulo no lugar dos barracos de madeira da favela Real Parque. Lídia está há 15 anos longe da terra indígena demarcadaContinue lendo Resistência dos pankararus na favela Real Parque

12 mil indígenas vivem nas favelas e bairros periféricos

  São Paulo tem a quarta maior população indígena do Brasil: há 13.000 índios morando na cidade, que fica atrás apenas de municípios do estado do Amazonas. Se considerarmos apenas a população indígena urbana, São Paulo salta para o primeiro lugar com 11.900 pessoas vivendo longe das aldeias, segundo o censo 2010 do Instituto BrasileiroContinue lendo 12 mil indígenas vivem nas favelas e bairros periféricos

Guaranis entrevistam moradores da aldeia Tekoa Itu, menor terra índigena do Brasil

Aos pés do Pico do Jaraguá e cercados por juruás por todos os lados, 800 indígenas vivem em um pedaço de chão com menos de dois hectares

Educação libertadora: da alfabetização de adultos à escola indígena

Educação tem jeito? O Percurso em Defesa da Diversidade Cultural reuniu educadores para debater um modelo que leve à emancipação.

Índios guaranis sofrem atentado a tiro em Parelheiros

(Foto: Mariana Belmont)

Duas pessoas em cima de uma moto passaram atirando em direção aos indígenas da aldeia Tenondé Porã, que estão em processo de retomaram de terra na região

Para preservar cultura, guaranis promovem feira de artesanato e ocupam território em Parelheiros

(Foto: Thiago Borges/Periferia em Movimento)

Indígenas promoveram uma feira de artesanatos, além de desfile e coral das crianças em meio à tensão vivida devido a uma nova ocupação pela comunidade.

Reportagem coletiva: Indígenas guaranis noticiam o que acontece na aldeia Tenondé Porã

Durante a oficina de jornalismo realizada pelo Periferia em Movimento, moradores da aldeia Tenondé Porã entrevistaram outros guaranis sobre a vida na comunidade.