Idosos pedem respeito e espaço na sociedade

Foto em destaque: Joseh Sillva É preciso olhar com mais cuidado e respeito para uma população que em 2013 chegou a 14,9 milhões no país. São os idosos, que somam 7,4% do total da população brasileira, de acordo com o IBGE. Porém, o futuro traz um alerta ainda maior. Pessoas com mais de 60 anosContinue lendo Idosos pedem respeito e espaço na sociedade

Na escola, crianças experimentam a literatura de diferentes formas

(Foto: Aline Rodrigues / Periferia em Movimento)

Mais de 400 alunos da EMEI Clarice Lispector, no Jardim Guarujá, tiveram um dia diferente em 23/10. A escola fez parte da programação da 6ª Mostra Cultural da Cooperifa.

Bailarinas da ONG Capão Cidadão se apresentam para público infantil

(Foto: Aline Rodrigues / Periferia em Movimento)

A ONG Capão Cidadão foi fundada em 2004 e, desde a criação, depende de doações, eventos e bazar para manter suas atividades.

Para preservar cultura, guaranis promovem feira de artesanato e ocupam território em Parelheiros

(Foto: Thiago Borges/Periferia em Movimento)

Indígenas promoveram uma feira de artesanatos, além de desfile e coral das crianças em meio à tensão vivida devido a uma nova ocupação pela comunidade.

Dos terreiros de candomblé às aldeias guaranis, práticas econômicas diferentes do capitalismo

(Foto: Joseh Silva)

Criada com o objetivo de estimular práticas econômicas horizontais e igualitárias, as ações da Secretaria Nacional de Economia Solidária são observadas com atenção pelos povos tradicionais.

Clubes de troca: escambo na prática nas periferias de São Paulo

Esses clubes também influenciaram a criação de bancos comunitários e moedas sociais, que têm o objetivo de fortalecer a economia local de comunidades pobres.

Economia solidária é pautada nas pessoas, não no dinheiro

Usar a camisa que já foi do primo mais velho, trocar algo que não utiliza mais, ajudar a bater laje. A economia solidária faz parte do dia a dia das quebradas.

Movimentos populares em defesa da diversidade cultural

Foto: Joseh Silva

A periferia se une a povos de terreiro e indígenas para discutir práticas e modos de vida dessas populações na zona Sul da capital paulista.

A descriminalização do hip hop em tempos de repressão ao funk

A repressão a movimentos das periferias não é de hoje. O hip hop passou por uma marginalização que o samba já sofreu e que agora atinge o funk.

Juca Ferreira quer abrir o leque de manifestações culturais nas periferias

(Foto: Aline Rodrigues / Periferia em Movimento)

“Grande parte dos artistas de hoje estão vindo da periferia, não só do hip hop mas de outros gêneros também”, diz Juca.