Pagode da 27 comemora 11 anos de roda de samba nas ruas do Extremo Sul Neste ano, a festa acontece no Calçadão Cultural do Grajaú, em frente ao Centro Cultural. Assim, o Pagode da 27 deixa por um dia o logradouro que dá nome ao projeto: a “Rua 27”

Nos domingos dos últimos 11 anos, a comunidade Pagode da 27 já promoveu centenas de rodas de samba revelando músicos e compositores no Grajaú e que abastece o repertório de sambistas renomados como Leci Brandão e Jorginho da Cuíca. E neste domingo (28 de agosto), é dia de comemorar essa história de arte e resistência no espaço público, com a participação da Comunidade Samba da Praça, Korinho do Cavaco, Everson Pessoa, Paco e Tiago Du Guetto, entre outros convidados.

Neste ano, a festa acontece no Calçadão Cultural do Grajaú, em frente ao Centro Cultural. Assim, o Pagode da 27 deixa por um dia o logradouro que dá nome ao projeto: a “Rua 27”, no passado considerada das mais violentas da cidade.

“A gente sempre se reunia aos domingos em um boteco ou na casa de alguém para fazer um samba, compor e tocar músicas inéditas”, lembra Jefferson Santiago, compositor e percusionista do Pagode da 27. “Na época, já tinha o Samba da Vela [na Casa de Cultura Santo Amaro] e outras comunidades de samba forte. Por isso, pensamos em fazer algo parecido na nossa região”.

Como é costume, os fundadores da roda de samba buscam amenizar as dificuldades sociais do Grajaú com arrecadação de alimentos para instituições locais. As mil primeiras pessoas que chegarem com pelo menos um quilo de alimento para doação vão ganhar em troca uma caneca do Pagode da 27.

Anotaí!
O quê?

Pagode da 27 - 11º Aniversário

Mais informações: https://www.facebook.com/events/1001257569988637/permalink/1007423226038738/
Quando? Domingo, 28 de agosto, das 14h às 20h
Onde? No Calçadão Cultural do Grajaú
Rua Professor Oscar Barreto Filho, 252 - Parque América - Grajaú - Extremo Sul de São Paulo
Adicionar à agenda do Google