Em mais uma seleção de oportunidades de aprendizado, a Periferia em Movimento indica cursos e oficinas que vão da reflexão sobre corpo e mente até formações práticas que preparam para empreender, trabalhar no mercado de tecnologia, se comunicar melhor ou ingressar na área de entregas por bicicleta.

Pra começar cola direto neste sábado (20/07), sem necessidade de se inscrever previamente, no Espaço Cultural ECP. Das 15h às 17h, Romária Sampaio conduz uma troca de saberes sobre autocuidado com práticas de fitoterapia. E às 18h, a oficina de Filosofia e Cinema busca responder à pergunta “Quem sou eu?” a partir da produção audiovisual da quebrada. O espaço fica na rua Boaventura Ferreira, 159, no Jardim Reimberg – Grajaú – Extremo Sul de São Paulo.

E na próxima quinta (25/07), a organização Witness Brasil promove um encontro sobre Deepfakes. Já imaginou o estrago que um vídeo de uma pessoa com voz manipulada, expressões manipuladas e movimentos corporais manipulados podem causar? As Deepfakes estão cada vez mais transformando mentiras absurdas em verdades que parecem incontestáveis.

Neste encontro, especialistas como Joana Varon, Sam Gregory e Anderson Rocha conversam sobre como isso pode sofisticar ainda mais o cenário das fake news na era da pós verdade. Das 19h às 22h, na Biblioteca Mario de Andrade, que fica na rua da Consolação, 94, no centro de São Paulo. Saiba mais aqui.

Abaixo, mais 04 indicações que necessitam de inscrição prévia para participar:

Pra empreender com tecnologia

Promovido pela Empreende Aí, uma escola de negócios da periferia para a periferia que nasceu no Jardim São Luiz, o curso de cinco meses é gratuito e voltado para empreendedores que têm a vontade de utilizar, aprimorar ou desenvolver novos negócios e ideias com tecnologias.

Empreende Aí (foto: divulgação)

Entre as possibilidades de projetos, estão: lojas virtuais para públicos específicos, marketplaces, soluções tecnológicas para problemas sociais ou ambientais, novos jogos, novos aplicativos, novos programas, um aplicativo ou site que consiga grande quantidade de dados sobre um público em específico, criação de moedas digitais ou algo que traga possibilidades utilizando tecnologia dentro do seu empreendimento.

Serão 20 aulas semanais de 04 horas de duração cada com duas turmas paralelas em dois centros de inovação de São Paulo – o Cubo Itaú (na Vila Olímpia) e o Sebrae Lab (Campos Elíseos). Ao final do processo, os empreendedores passarão por uma banca e poderão ser premiados com grana para estruturar melhor seu negócio.

Para participar, inscreva-se até este sábado (20 de julho) pelo link.

Pra trampar com bike

Até domingo (21/07), o curso Viver de Bike Entrega recebe inscrições por meio de um formulário on-line. Realizado pelo Instituto Aromeiazero no Sesc Campo Limpo nos dias 03, 04, 10 e 11 de agosto, o curso gratuito é voltado a quem trabalha ou deseja trabalhar com entregas utilizando a bicicleta.

Farmácia no Colônia: entrega via bike (Foto: Matheus Oliveira/Periferia em Movimento)

Com 12 horas de duração, a formação em 04 encontros de 03 horas cada tem aulas sobre planejamento financeiro e modelos de geração de renda com ciclologística, além de mecânica básica de bicicleta.

Todos os participantes com 100% de presença receberão uma bicicleta reformada ao final do curso. Para participar, é necessário ser maior de 18 anos e a prioridade é para quem não tem bicicleta e está desempregado, tem interesse em trabalhar nessa área, está em situação de vulnerabilidade. O curso também leva em conta diversidade étnico-racial, representatividade LGBTQIA+ e pelo menos 50% da turma composta por mulheres. Em caso de dúvida, mande uma mensagem para [email protected]

Pra se comunicar melhor

Com 20 anos de atuação, o Projeto Redigir da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) recebe a partir do dia 19 de julho inscrições de interessados em seu curso de Comunicação e Cidadania com ferramentas da Língua Portuguesa.

Com duração de um semestre, as aulas trabalham a língua portuguesa em suas diversas possibilidades: leitura, escrita e fala. Elas apresentam conceitos de gramática e redação, além de debates sobre temas atuais.

O objetivo do curso é tornar a comunicação cotidiana dos alunos mais eficiente. Os encontros duram cerca de 03 horas cada e acontecem semanalmente na própria universidade. Há possibilidade de turmas durante a semana e aos sábados. O curso é voltado para jovens e adultos, que tenham concluído o Ensino Fundamental e não tenham estudado em universidades públicas. A idade mínima para a inscrição é 16 anos e não há idade limite.

Para participar, os interessados devem comparecer à ECA (Avenida Professor Lúcio Martins Rodrigues, 443 – Bloco 2 – Sala 13 ) em um dos dias de inscrição (19, 20, 26, 27 de julho ou 2 e 3 de agosto) com cópia de RG, cópia de comprovante de renda de todos que contribuem na renda da casa e cópia de comprovante de escolaridade do último nível cursado. O horário de atendimento às sextas-feiras é das 09h às 14h e 18h às 21h; e no sábado, das 09h às 14h. Mais informações aqui.

Os candidatos serão selecionados com base em critérios socioeconômicos. O resultado será divulgado na penúltima semana deste mês, quando também se iniciam as aulas.

Pra ingressar no mercado de tecnologia

Pra quem quer trampar com tecnologia, a Recode recebe inscrições de jovens de baixa renda até a próxima quinta-feira (25 de julho). A organização social voltada ao empoderamento digital oferece 100 vagas gratuitas para um curso presencial de programação em São Paulo e no Rio de Janeiro com objetivo de capacitar jovens talentos para atuar no mercado tecnológico – um setor que deve abrir 420 mil vagas até 2024, segundo a Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia e Comunicação).

A formação tem carga horária de 320 horas ao longo de 5 meses como programador full stack, profissional capaz de atuar em todas as etapas de desenvolvimento de um site ou aplicativo. O programa vai desenvolver nos jovens competências como comunicação, colaboração, criatividade e resolução de problemas. Além disso, estão previstos benefícios como bolsas de estudos de inglês.

Podem se inscrever jovens entre 18 e 29 anos com Ensino Médio completo ou com previsão de conclusão até dezembro deste ano. Prioridade para mulheres, negros, pessoas com deficiência e com renda familiar até 3 salários mínimos. Não é preciso ter experiência prévia na área. Inscreva-se aqui.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: