#Memória2015: No ano das chacinas, nosso sangue escorreu pelas ruas e vielas

Em todo Brasil, mais de 50 mil pessoas morrem vítimas de homicídios anualmente, seja por falta de suporte do Estado ou exterminado pelo mesmo Estado. E os dados comprovam: a maior parte das vítimas é negra, pobre e mora nas periferias. Mas quem fica indignado?

Uma conversa na bolinha do olho sobre redução da maioridade penal

Durante intervenção cultural no Grajaú, militantes trocaram uma ideia com a população sobre a “fatura” que as periferias vão pagar se a proposta for aprovada.

De volta ao Cemitério São Luiz, contra o genocídio nas periferias

Em cemitério onde milhares de jovens vítimas da violência foram enterrados nos anos 1990, sociedade civil reivindica rede de proteção aos familiares de quem sofreu violência estatal.

Um dia antes da audiência pública, foi enterrado no local o corpo do adolescente Lucas Custódio dos Santos, adolescente negro de 16 anos assassinado por agentes da Polícia Militar no Grajaú.

ALERTA! Coronavírus e as quebradas

Confira nossa cobertura

Apoie nossa cobertura jornalística

Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: