#QueroViver: “A gente tem que pensar em um modelo de sociedade que garanta a vida”

Para Priscila Gadelha, psicóloga e integrante da Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas (Renfa) em Pernambuco, se entender enquanto seres da natureza é essencial para a gente constituir nossa humanidade em outro patamar – sem essa divisão.

%d blogueiros gostam disto: