“A periferia tem arcabouço cultural para compartilhar”, diz Sérgio Vaz

Foto: Aldo Augusto

Sergio Vaz, Marcelino Freire e Julio Ludemir debatem sobre produção literária da periferia na Mostra Cultural da Cooperifa.

Cooperifa celebra 12 anos de resistência poética nas periferia paulistana

Foto: Thiago Borges / Periferia em Movimento)

Casa cheia na abertura de mais uma Mostra Cultural da Cooperifa. “É tudo nosso!”

Jovem negro tem 3,7 mais chances de ser assassinado do que branco

60 mil pessoas são assassinadas por ano no Brasil e há um forte viés étnico nessas mortes, segundo o Ipea: afinal, o negro é discriminado pela condição social e pela cor da pele

Movimentos sociais pedem desmilitarização da PM

O que há em comum nas 600 mortos em maio de 2006 na Baixada Santista, 111 presos assassinados em 1992 no Carandiru e o desaparecimento de Amarildo de Souza?

Ao unir graffiti e cartografia, projeto revela a cidade que ninguém vê

(Foto: Thiago Borges/Periferia em Movimento)

O que a gente precisa ver? O projeto Cartograffiti consiste em uma série de intervenções em 21 locais estratégicos em um recorte especifico no mapa de São Paulo.

Reportagem coletiva: Indígenas guaranis noticiam o que acontece na aldeia Tenondé Porã

Durante a oficina de jornalismo realizada pelo Periferia em Movimento, moradores da aldeia Tenondé Porã entrevistaram outros guaranis sobre a vida na comunidade.

Indígenas guaranis convocam manifestação em São Paulo

(Foto: Mariana Belmont)

Propostas inconstitucionais, como as PECs 215 e 227 e outras, ameaçam os povos indígenas que resistem à perseguição latifundiária.

A Batalha do Passinho e os espaços consquistados pelo funk

A Batalha do Passinho é uma manifestação recente que surgiu nos morros do Rio de Janeiro e, agora, encontra seguidores também em São Paulo.

Pingo de Fortaleza e o desafio de disseminar a arte da “periferia da periferia”

Para o artista cearense, arte de seu estado ainda é de difícil acesso tanto para seus conterrâneos, quanto para eixo Rio-SP.

Do Brasil ao México, literatura dos porões da sociedade marca território

Descontraído e informal. Esse foi o clima do evento que aconteceu na tarde de quinta-feira (29), no Centro Cultural São Paulo. Estavam presentes Alejandro Reyes, autor mexicano de “Vozes dos Porões: a literatura periférica/marginal no Brasil”, e Allan da Rosa, que escreveu “Pedagoginga, Autonomia e Mocambagem”. Ambos os títulos foram publicados pela Editora Aeroplano, dentro da Coleção TramasContinue lendo Do Brasil ao México, literatura dos porões da sociedade marca território