Arte e resistência nas ocupações por moradia do Grajaú

(Foto: Thiago Borges/Periferia em Movimento)

Atividades culturais celebram dois meses de luta de famílias, que ocupam cerca de 20 terrenos no extremo sul de São Paulo para fugir do aluguel.

Ao unir graffiti e cartografia, projeto revela a cidade que ninguém vê

(Foto: Thiago Borges/Periferia em Movimento)

O que a gente precisa ver? O projeto Cartograffiti consiste em uma série de intervenções em 21 locais estratégicos em um recorte especifico no mapa de São Paulo.

“Estéticas das Periferias”: espaço permanente de difusão da arte periférica

As atrações da edição de 2013 foram organizadas a partir de quatro eixos: Direito à Cidade; Culturas Negras; Cultura de Paz e Produção e Difusão da Cultura de Periferia.

A Batalha do Passinho e os espaços consquistados pelo funk

A Batalha do Passinho é uma manifestação recente que surgiu nos morros do Rio de Janeiro e, agora, encontra seguidores também em São Paulo.

Pingo de Fortaleza e o desafio de disseminar a arte da “periferia da periferia”

Para o artista cearense, arte de seu estado ainda é de difícil acesso tanto para seus conterrâneos, quanto para eixo Rio-SP.

Do Brasil ao México, literatura dos porões da sociedade marca território

Descontraído e informal. Esse foi o clima do evento que aconteceu na tarde de quinta-feira (29), no Centro Cultural São Paulo. Estavam presentes Alejandro Reyes, autor mexicano de “Vozes dos Porões: a literatura periférica/marginal no Brasil”, e Allan da Rosa, que escreveu “Pedagoginga, Autonomia e Mocambagem”. Ambos os títulos foram publicados pela Editora Aeroplano, dentro da Coleção TramasContinue lendo Do Brasil ao México, literatura dos porões da sociedade marca território

Futebol e periferia: entre a alienação, identidade e luta social

Na periferia de São Paulo, com forte da várzea, moradores levantam um questionamento: é possível tornar o futebol um elemento de luta social?

Do Grajaú ao México, Cia. Humbalada de Teatro se mantém fiel às margens

A Cidade do México foi palco de grupos teatrais de diversos países no 21º Festival Internacional de Cabaret. E o único brasileiro é da periferia de São Paulo.

“Caminhamos para a antropofagia brasileira”, diz Wesley Noóg

Foto Divulgação

“É diferente da Semana de 22 , em que faziam antropofagia europeia, americana. Nós estamos fazendo a antropofagia de nós mesmos.”

Dos terreiros de candomblé às aldeias guaranis, práticas econômicas diferentes do capitalismo

(Foto: Joseh Silva)

Criada com o objetivo de estimular práticas econômicas horizontais e igualitárias, as ações da Secretaria Nacional de Economia Solidária são observadas com atenção pelos povos tradicionais.