Quando o terreiro ocupa o palco e a mitologia dos orixás vira espetáculo

(Foto: Thiago Borges/Periferia em Movimento)

“Terreiro Urbano”, um espetáculo contemporâneo inspirado em elementos tradicionais da cultura afrobrasileira e desenvolvido pelo Treme Terra

Projeto Afrobase perpetua cultura popular com oficinas de dança, percussão e capoeira

(Foto: Thiago Borges / Periferia em Movimento)

Com mais de 50 participantes com idade entre oito e 21 anos, o projeto Afrobase tem a proposta de perpetuar a cultura popular brasileira.

A descriminalização do hip hop em tempos de repressão ao funk

A repressão a movimentos das periferias não é de hoje. O hip hop passou por uma marginalização que o samba já sofreu e que agora atinge o funk.

Juca Ferreira quer abrir o leque de manifestações culturais nas periferias

(Foto: Aline Rodrigues / Periferia em Movimento)

“Grande parte dos artistas de hoje estão vindo da periferia, não só do hip hop mas de outros gêneros também”, diz Juca.

“Vaca magra” da cultura, hip hop deve ganhar investimentos da Prefeitura

(Foto: Aline Rodrigues / Periferia em Movimento)

O secretário municipal de cultura de São Paulo, Juca Ferreira, assumiu compromissos em encontro com representantes do movimento

No Morro do Querosene: Dinho Nascimento rege Orquestra de Berimbaus

A Orquestra de Berimbaus do Morro do Querosene valoriza o berimbau como instrumento musical e a capoeira enquanto manifestação e patrimônio cultural brasileiro.

Designer transforma raps famosos em cartazes; confira

Idealizador do projeto Rap em Cartaz, Evandro Siol escolhe trechos de raps famosos e transforma em desenhos.

Nas quebradas, a gente faz moda para se identificar

Foto: Felipe Chaves

1DaSul, Deeanto, Chavo Callejero… Vamos falar de moda. Não de desfiles, de tendências nem coleções. Não é intenção e nem temos arcabouço pra isso.

Grajaú Eletrônico resgata e reinventa cena da música eletrônica da periferia nos anos 90

“O espaço da e-music na periferia é relativo”, diz Isnik, que retrata o difícil cotidiano da quebrada suas músicas.

Mulheres negras protagonizam páginas do novo livro de Elizandra Souza

RISOS, MÁGOAS, UMA INFINIDADE DE SENTIMENTOS, SENSAÇÕES… UMA CACHOEIRA REFRESCANDO A MENTE. É isso que poetisa e jornalista Elizandra Souza, 29 anos, promete ao leitor que se debruçar sobre seu segundo livro, “Águas da Cabaça”, uma obra com poesias femininas, negras, militantes, descompromissadas e amorosas. “Esse livro surgiu porque senti necessidade de fazer um livro autoralContinue lendo Mulheres negras protagonizam páginas do novo livro de Elizandra Souza