Linha do Tempo

Nesta imagem, temos um resumo de nossa história:

A seguir, apontamos momentos marcantes na nossa trajetória

2009

  • Fevereiro – Início da pesquisa que resultaria na Periferia em Movimento
  • Março – Início das gravações do documentário “Grajaú na Construção da Paz”
  • Julho – Criação do blog Periferia em Movimento para divulgar bastidores das gravações e dados da pesquisa científica
  • Dezembro – Conclusão e apresentação do TCC na Universidade de Santo Amaro

2010

  • Maio a novembro – Realização de seis edições do “Periferia em Movimento Debates”, contemplado pelo Programa VAI, com a participação de mais de 200 moradores, artistas e militantes do Grajaú, Extremo Sul de São Paulo

2011

  • Maio a novembro – Realização do projeto “O.C.A. Oficina de Cinema Amador” contemplado pelo Programa VAI, no Grajaú e Campo Limpo; gravação e edição de vídeos produzidos pelos participantes
  • Junho– Participação em debate Semana de Jornalismo da Unisa
  • Setembro – Participação em debate durante o Encontro de Jornalismo da Universidade Paulista (UNIP)
  • Dezembro – Conclusão do projeto e apresentação dos vídeos produzidos durante a “MoCA – Mostra de Cinema Amador”, em Santo Amaro

2012

  • Maio – Exibição dos vídeos da “MoCA” na edição da 2ª Virada Sustentável
  • Agosto – Retomada dos trabalhos no Periferia em Movimento com foco na divulgação e produção de reportagens sobre movimentos sociais e coletivos culturais das periferias
  • Setembro – Primeira grande cobertura: Encontro Estéticas das Periferias
  • Novembro de 2012 a abril de 2013 – Participação no programa HUB Fellowship para empreendedores sociais criativos

2013

  • Março a maio – Realização da campanha on-line de financiamento colaborativo do projeto “À Margem da Margem”
  • Março a janeiro de 2015 – Recebemos orientação em empreendedorismo comunitário com a consultoria Manier.
  • Maio – Realização de oficina de jornalismo e produção de reportagem coletiva com jovens moradores de Marsilac, Extremo Sul de São Paulo
  • Maio a dezembro – Incubação do coletivo pela organização Impact HUB
  • Junho – Cobertura das Jornadas de Junho
  • Julho – Articulação e participação da cobertura colaborativa da Mostra de Teatro Monte Azul, na zona Sul, com outros coletivos de comunicação periféricos
  • Agosto – Realização da vivência “Comunicação sobre, para e a partir das periferias” durante o festival HUB Escola
  • Agosto a dezembro – Participação de cobertura colaborativa do Percurso em Defesa da Diversidade Cultural, na zona Sul, com outros coletivos de comunicação periféricos
  • Setembro – Realização de oficina de jornalismo e reportagem coletiva na aldeia indígena guarani Tenondé Porã, em Parelheiros, Extremo Sul de São Paulo
  • Setembro – Participação de cobertura colaborativa do Encontro Estéticas das Periferias com outros coletivos de comunicação
  • Setembro – Participação em debate sobre inovação nas periferias durante o seminário Social Good Brasil
  • Outubro – Participação de cobertura colaborativa do Mostra Cultural da Cooperifa, na zona Sul, com outros coletivos de comunicação periféricos
  • Outubro – Cobertura dos atos pelo transporte na semana de aniversário do Movimento Passe Livre (MPL)
  • Outubro – Participação de debate durante a Semana de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero
  • Novembro – Participação de debate sobre mídia e periferia realizado pelo Blog Mural na Folha de S. Paulo
  • Dezembro – Realização de oficinas de jornalismo na aldeia indígena guarani Tekoa Itu, no Jaraguá, zona Noroeste de São Paulo

2014

  • Janeiro a junho – Publicação de mais de 30 reportagens e artigos do projeto “À Margem da Margem”
  • Fevereiro – Realização de oficinas de jornalismo e midiativismo com estudantes do Extremo Sul em parceria com o Cedeca Interlagos
  • Abril e maio – Realização das oficinas de jornalismo “À Margem da Margem – Diversidade na Quebrada”
  • Junho e julho – Cobertura do Mundial de Futebol de Rua, em São Paulo, com a participação de mais de 300 jovens de periferias de 20 países
  • Julho – Palestra para Jovens Monitores Culturais do Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso
  • Julho a setembro – Realização do curso de extensão universitária “Jornalismo de Quebrada”, na Universidade Cruzeiro do Sul
  • Agosto – Participação de cobertura colaborativa do Encontro Estéticas das Periferias com outros coletivos de comunicação
  • Agosto – Participação de cobertura colaborativa do Virada Sustentável no Extremo Sul com outros coletivos de comunicação periféricos
  • Agosto – Realização de oficina de jornalismo e reportagem coletiva com estudantes da Escola Estadual Condomínio Carioba/Recanto Marisa, no Jardim Monte Verde, Extremo Sul de São Paulo
  • Agosto e setembro de 2014 – Realização do curso “Repórter da Cidade – A comunicação como ferramenta de aprendizado” com educadores formais e informais do Extremo Sul de São Paulo, em parceria com o Sesc Interlagos
  • Agosto e setembro – Oficinas de jornalismo na EMEF Irineu Marinho em parceria com o Vozes das Comunidades da Vila Prudente
  • Setembro – Palestra para participantes do programa Jovens Urbanos, do Cenpec e Fundação Itaú Social
  • Outubro – Início do projeto “Cultura ao Extremo”, com apoio do programa Agente Comunitário de Cultura da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo
  • Outubro – Participação na Semana de Sensibilização do Centro de Educação em Direitos Humanos do Campo Limpo
  • Novembro – Participação de debate sobre mídia independente durante a “Rebelião Jornalística”, promovida pelo coletivo Ponte e a Agência Pública
  • Novembro e dezembro – Consultoria para execução do projeto “Sentido Livro” no Campo Livro, realizado por participantes do programa Jovens Urbanos

2015

  • Janeiro – Início do projeto “Repórter da Quebrada – Jornalismo cidadão conectando o Extremo Sul”, com apoio do edital Redes e Ruas da Prefeitura de São Paulo
  • Março – Estreia do novo site da Periferia em Movimento
  • Março – Realização de oficina no programa Jovem Monitor Cultural, da Prefeitura de São Paulo, com Instituto Pólis
  • Março a Junho – Realização de oficinas do “Repórter da Quebrada” em escolas e outros espaços do Extremo Sul
  • Abril de 2015 – vencedor do Prêmio Comunica Diversidade 2014, do Ministério da Cultura, pelo projeto “À Margem da Margem”
  • Abril – Realização de oficina sobre Cinema e Direitos Humanos na EMEF Millôr Fernandes, em parceria com o Centro de Educação e Direitos Humanos (CEDH) da Prefeitura de São Paulo – Pólo CEU Casablanca
  • Maio – Realização do curso de extensão universitária “Periferia na Mídia”, em parceria com o Centro Universitário Ítalo-Brasileiro, em São Paulo
  • Junho – Cobertura da série de workshops e intervenções “Massa Revoltante”, do Goethe-Institut em São Paulo
  • Julho – Realização da oficina sobre Comunicação e Direitos Humanos no Circo Escola Grajaú
  • Julho a Outubro – Curso de Jornalismo e Direitos Humanos no contexto do Extremo Sul, com a participação de mais de 20 adolescentes que vivem na região
  • Julho – Participação no Encuentro de Referentes Juveniles, promovido em Buenos Aires (Argentina) pela Organização de Estados Iberoamericanos (OEI) com a presença de jovens de Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Paraguai e Uruguai
  • Agosto – Palestra a participantes do Programa Jovem Monitor Cultural sob orientação da ONG Ação Educativa
  • Outubro – Realização de 40 horas de oficina de comunicação e direitos humanos com adolescentes de quatro CEUs da cidade de São Paulo que integram o piloto do programa de Educação e Direitos Humanos
  • Novembro – Acompanhamento e publicação de reportagens sobre ocupações de escolas promovidas por secundaristas
  • Novembro de 2015 a março de 2016 – Facilitação 84 horas de formação em economia criativa e das culturas para empreendedores de baixa renda em São Paulo
  • Novembro a dezembro de 2015 – Realização do III Encontro de Arte e Midiativismo com o Cedeca Interlagos, com o tema da reorganização escolar

2016

  • Janeiro e fevereiro – Realização de 30h oficinas de comunicação com adolescentes, jovens e agitadores culturais nos Sesc Campo Limpo e Sesc Interlagos
  • Março a Setembro – Realização de 94h de oficina de multimídia na Casa de Cultura Palhaço Carequinha
  • Abril – Participação de mesa sobre juventude no programa Jovem Monitor Cultural pela Ação Educativa
  • Abril – Cobertura da segunda edição da Periferia Trans
  • Abril a maio – Produção de Conteúdo sobre a Mostra Pétala por Pétala
  • Abril a junho – 26h de Oficinas de rádio no Circo Escola Grajaú
  • Maio – Participação no Seminário sobre Jornalismo Cultural da Periferia, realizado no centro de pesquisa e formação do Sesc São Paulo e da Ação Educativa
  • Maio a outubro – Realização de 60h de oficinas sobre mapeamento cultural e educomunicação no programa Agente de Governo Aberto da prefeitura de São Paulo
  • Junho – Criação da Rede Jornalistas das Periferias
  • Agosto – Oficina sobre direito à cidade no Seminário sobre Mídias Livres Bahia 1798, em Salvador
  • Setembro de 2016 a Março de 2017 – Facilitação de 92h do curso “Criado em Sampa”, programa de formação em empreendedorismo e economia criativa da ADESAMPA
  • Outubro a Dezembro – Produção de encontros de aprendizagem no projeto Pense Grande, da Fundação Telefônica

2017

  • Janeiro a setembro – Realização do projeto “Repórter da Quebrada” pelo Edital Redes e Ruas, da Prefeitura de SP , com produção de conteúdo, oficinas em escolas, curso sobre direitos humanos e escambo periférico
  • Fevereiro a Setembro – Planejamento e execução da Virada Comunicação em conjunto com a Rede Jornalistas das Periferias
  • Abril a Maio – Produção de conteúdo sobre a Mostra Pétala Por Pétala no Sesc Interlagos.
  • Maio a Julho – Curso Noticimapa – Jornalismo, Cartografia e Direitos Humanos no Sesc Campo Limpo, com 35h de duração
  • Junho a Julho – Curso Fala Sério – Jornalismo, Cartografia e Direitos Humanos no Sesc Campo Pinheiros, com 25h de duração
  • Junho a dezembro – Parceria com a Fundação Tide Setubal para a cobertura do processo colaborativo de construção do Plano de Bairro do Jardim Lapenna
  • Agosto – Escambo periférico no Rio de Janeiro (Complexo da Maré, Complexo do Alemão, Centro da cidade), com agentes do Extremo Sul de São Paulo e coletivos de comunicação das favelas carioca
  • Setembro – Realização da primeira Virada da Comunicação – com a Rede de Jornalistas da Periferias
  • Setembro a Outubro – Curso Diversimapa – Território, Diversidade e Meio Ambiente, Sesc Interlagos, com 20h de duração
  • Setembro a Novembro – Curso Noticimapa – Jornalismo e Cartografia Sesc Vila Mariana, com 40h de duração
  • Outubro – Participação da Comissão Julgadora do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos
  • Outubro a Dezembro – Repórter da Quebrada – 40 horas de oficina sobre Produção de vídeos no formato youtube pelo programa Agentes de Governo Aberto, da Prefeitura de São Paulo
  • Novembro – Workshop “Jornalismo e Periferias” – Jornalismo Investigativo da ABRAJI

2018

  • Março – Fundação da Rede UniGraja – Universidade Livre Grajaú, com outros nove coletivos e iniciativas do Grajaú, no Extremo Sul de São Paulo
  • Março a julho – Serviços de comunicação para o Instituto Update no projeto “Emergência Política Periferias”
  • Março a julho – Participação do Edital do Fundo de Ações Locais, do Instituto Aromeiazero e do Ciclocidade, com a produção da série sobre uso de bicicletas na quebrada
  • Março a setembro – Articulação e realização de mais de 30h de oficinas no projeto “Usina de Valores” sobre periferias, direitos humanos e comunicação, com o Instituto Vladimir Herzog
  • Março a outubro – Desenvolvimento do projeto #NoCentroDaPauta, parceria entre sete coletivos de mídia periféricos e a Fundação Tide Setúbal, com publicação de 30 reportagens
  • Maio a julho – Participação do Encontro de imersão “Clima e Territórios”, em São Paulo, com escambo em Recife para produção da série Saberes da Natureza
  • Junho – Realização do curso “Repórter da Cidade” no Sesc Consolação, com 30h de duração
  • Julho a dezembro – Fomos selecionados e participamos da Aceleradora de Negócios de Impacto Periféricos, uma iniciativa da A Banca, Fundação Getúlio Vargas e Artemísia
  • Agosto a dezembro – Realização das atividades da UniGraja no Extremo Sul de São Paulo, sendo responsável por facilitar 30h de oficinas
  • Agosto de 2018 a Junho de 2019 – Participação em curso para jovens meninas no Sesc Osasco, totalizando 60h de formação
  • Outubro a dezembro – Articulação, curadoria e organização do Festival Red Bull Amaphiko no Grajaú
  • Novembro – Participação no Encontro Nacional do projeto Usina de Valores, realizado em Recife

2019

  • Comemoração de 10 anos da Periferia em Movimento
  • Janeiro e fevereiro – Reorganização enquanto Produtora de Jornalismo de Quebrada
  • Janeiro a outubro – Prestação de serviços em comunicação para Fundação ABH ao longo de seu edital anual
  • Fevereiro a junho – Participação no Fórum Comunicação e Territórios, parceria entre quatro coletivos de mídia periféricos com apoio da Fundação Rosa Luxemburgo
  • Março – Inauguração da Morada Jornalística, a sede da Periferia em Movimento no Grajaú
  • Março – Estreia da série de reportagens “Matriarcas”
  • Abril – Inauguração do novo site
  • Abril – Estreia da série de reportagens “#NossoBonde”, sobre 10 anos atrás e a frente
  • Abril a junho – Realização do curso “Usina de Valores”, em parceria com Instituto Vladimir Herzog
Ajude-nos no Catarse Doe
Receba notícias no WhatsApp Notícias no WhatsApp
%d blogueiros gostam disto: