Um lugar de acolhimento para o público LGBT

Por Aline Rodrigues (texto e fotos) O Centro de Referência e Defesa da Diversidade é um lugar raro na cidade de São Paulo. Em uma sociedade que não se dá conta de sua postura preconceituosa e exclusiva, ou se dá conta, mas não se importa, o CRD fortalece um público marginalizado. “Eu costumo dizer queContinue lendo Um lugar de acolhimento para o público LGBT

Travestis e transexuais, quem são para a sociedade

Por Aline Rodrigues Você já foi [email protected] em uma loja por [email protected] [email protected] travesti? Já teve [email protected] colega na universidade? Foi [email protected] por [email protected][email protected], [email protected], teve [email protected] [email protected] ou [email protected] transexual? Por que a maioria deve ter respondido “não” para todas as perguntas? Porque os transgêneros dificilmente estão nesses papéis. E será que nósContinue lendo Travestis e transexuais, quem são para a sociedade

Aldeias guaranis lutam por território na cidade

  Por Thiago Borges Fora da área urbana, o município de São Paulo tem três territórios indígenas demarcados pela Funai em favor do povo guarani: o do Jaraguá, com 800 moradores, na zona Noroeste da cidade; o Tenondê Porã e o Krukutu, com mais de 1.000 habitantes, no Extremo Sul. Nessas terras indígenas, as comunidadesContinue lendo Aldeias guaranis lutam por território na cidade

Benedito Guerra, de preso político a escritor

Por Aline Rodrigues (texto e fotos) Benedito Guerra, 74 anos, mora há 12 na Casa Madre Teodora dos Idosos, localizada no Jardim São Luís, zona Sul de São Paulo. Quando se mudou para lá, estava casado com Antonia. Eles viveram juntos por 44 anos, até que em 2007 ela faleceu com 93. Como ele mesmo fazContinue lendo Benedito Guerra, de preso político a escritor

Idosos proclamam independência na era digital

Por Aline Rodrigues (texto e fotos) Uma mudança social que tem contribuído com o isolamento de alguns idosos é a revolução das tecnologias e, por consequência, dos meios de comunicação, que criam para a mente dos mais jovens a sensação de que os valores e saberes antigos são obsoletos e até indesejáveis. E os idosos,Continue lendo Idosos proclamam independência na era digital

Oficina de jornalismo e diversidade nas quebradas

Você sabia que quase 13 mil indígenas vivem em favelas, quebradas e aldeias minúsculas no município de São Paulo? E que os idosos já respondem por 7% da população brasileira? Ou que as periferias paulistanas abrigam, ao mesmo tempo, o maior percentual de evangélicos e pessoas sem religião? Para ampliar os olhares sobre as periferiasContinue lendo Oficina de jornalismo e diversidade nas quebradas

Luta na ocupação Jardim da União

Por Isabel Harari e Roberto Oliveira, em especial da Revista Vaidapé para Agência Carta Maior  Foto Vinicius Pereira Emily, Jéssica e Vitória encontram um barraco vazio, quase no limite do terreno, já com mato crescendo nos cantos. As meninas, de 8, 12 e 11 anos respectivamente, resolveram ocupá-lo. Conversaram com o proprietário anterior, que já havia ido embora doContinue lendo Luta na ocupação Jardim da União

Semana do Hip Hop completa dez anos

Com o tema “Resistência Negra e Periférica – Das ruas para a cultura em movimento”, a Semana do Hip Hop, que completa 10 anos, começa no próximo dia 15 de março e se estende até o dia 22 com atividades em dez CEUs, sendo eles: Perus, Butantã, Paz, Jaçanã, Inácio Monteiro, São Rafael, Três Pontes,Continue lendo Semana do Hip Hop completa dez anos

Agricultores montam feira na porta da prefeitura

Colaboração de Mariana Belmont (texto) e André Bueno (fotos) Em pleno Viaduto do Chá, no centro de São Paulo, uma barraca de feira com alface, rúcula, escarola e banana – tudo produzido por famílias de agricultores do Extremo Sul da cidade. Essa foi a estratégia utilizada por produtores da região de Parelheiros na manhã destaContinue lendo Agricultores montam feira na porta da prefeitura

Ocupação Nova Palestina, uma cidade sem teto

Por Isabel Harari e Roberto Oliveira, especial da Agência Vaidapé para Carta Maior Clodoaldo Santos Costa acorda todos os dias às 7h e sai para buscar água para a cozinha coletiva do G3, maior grupo, com mais de mil barracos, da ocupação Vila Nova Palestina. Sem isso, não há café da manhã. Quando ele voltaContinue lendo Ocupação Nova Palestina, uma cidade sem teto