Crimes de maio de 2006 no banco dos réus

Nesta quinta-feira (10 de julho), a partir das 9h30 da manhã, acontecerá o julgamento em plenário de um policial militar acusado de participar do homicídio de três jovens em maio de 2006.  Os chamados “crimes de maio de 2006” resultaram em pelo menos 493 mortos pela PM paulista em represália aos ataques do Primeiro Comando daContinue lendo Crimes de maio de 2006 no banco dos réus

Mundial de Futebol de Rua reúne 300 jovens

Enquanto a Copa do Mundo da FIFA entra na reta final, a cidade de São Paulo recebe outro torneio internacional de futebol. Com mais de 300 jovens de periferias de 20 países, o Mundial de Futebol de Rua pretende divulgar o esporte como elemento que pode ser utilizado para mudar a realidade em regiões pobres.Continue lendo Mundial de Futebol de Rua reúne 300 jovens

Corte de linhas, o drama da mobilidade na periferia

Por Raquel Rolnik, no blog Habitat do Yahoo Notícias Desde o ano passado, as linhas de ônibus da cidade de São Paulo passam por um intenso processo de reestruturação. Muitas tiveram seus itinerários modificados e outras, inclusive, foram excluídas. De acordo com a SPTrans, a meta é reduzir o número de linhas de ônibus em SãoContinue lendo Corte de linhas, o drama da mobilidade na periferia

Movimentos na Copa Rebelde sem “padrão FIFA”

O Comitê Popular da Copa em São Paulo convida movimentos sociais, coletivos, organizações e todas as pessoas abaixo e à esquerda para somar na “IV Copa Rebelde: por um futebol contra os muros, e sem juiz!”. Segundo o Comitê, o torneio vai ter: liberdade de manifestação, futebol de várzea, torcida rebelde, ambulantes, população de rua, movimentos de moradia,Continue lendo Movimentos na Copa Rebelde sem “padrão FIFA”

A presença dos “sem religião” nas periferias

Por Marcos Nicolini* Há um século, não ter religião era uma postura intelectual reservada a um grupo de pensadores seletos. Alguns poucos homens e mulheres se atreviam a tomar distância das religiões, principalmente dos cristianismos. Não que este questionamento sobre os deuses tenha sido inaugurado neste tempo. Antes, na Grécia antiga – 500 a.C. –Continue lendo A presença dos “sem religião” nas periferias

Inscreva-se no curso “Jornalismo de Quebrada”

Cerca de 8,4 milhões de pessoas moram nas periferias da cidade de São Paulo, segundo o Instituto de Pesquisas Econômicas e Aplicadas (Ipea). Em todo o Brasil, as periferias das metrópoles abrigam quase 60 milhões de habitantes. Resultado de um processo histórico, esses territórios constituem uma gama de diversidades – cultural, social, econômical, política, religiosaContinue lendo Inscreva-se no curso “Jornalismo de Quebrada”

Igreja na quebrada, um ambiente de construção de identidade

Foto: Papa durante visita à comunidade Varginha, no Rio de Janeiro, em julho de 2013 (Agência Brasil) Em qualquer periferia de São Paulo, três “instituições” são predominantes: o bar, o salão de beleza e a igreja. Muitas vezes, vizinhos de parede, eles se convergem. É no salão que o cabeleireiro Antonio, no Grajaú, encontra parteContinue lendo Igreja na quebrada, um ambiente de construção de identidade

Meninas em campo no Mundial de Futebol de Rua

No Mundial de Fútbol Callejero, diferente do futebol convencional, muitas regras são definidas a cada jogo pelos próprios participantes. Mas uma regra comum a todas as partidas é a presença garantida de meninas e meninos em campo. Uma convivência que podia não dar certo, mas com o respeito como mais um dos princípios aplicados, todoContinue lendo Meninas em campo no Mundial de Futebol de Rua

Graças ao futebol, não vai ter Copa sem luta

Quem diria que nossa paixão nacional, antes visto como ópio do povo, hoje é a principal razão para o mesmo povo continuar nas ruas? Depois de seis décadas e meia, o Brasil vive um momento histórico ao sediar a Copa do Mundo, que começa nesta quinta-feira, 12 de junho de 2014. E, no dia seguinte,Continue lendo Graças ao futebol, não vai ter Copa sem luta

O medo dos homens de se relacionar com mulheres com deficiência

Texto publicado na revista “Bem vindo A.Nó.S.” da Associação Nosso Sonho de Reabilitação e Integração de Pessoas com Deficiência.                         Por Elisangela Rodrigues*   “Homem e Mulher – A Descoberta” Alguns homens têm medo de novas possibilidades de relações. Partindo dessa premissa, talvez possamosContinue lendo O medo dos homens de se relacionar com mulheres com deficiência